PROGRAMAÇÃO  2007

 

O Museu Histórico Nacional oferece ao visitante uma área de 9.557,32 metros quadros, englobando exposições permanentes e temporárias, Auditório, Arquivo Histórico, Biblioteca, Centro de  Referência Luso-Brasileira e  pitorescos pátios internos,  além de promover, inúmeros eventos, entre cursos, seminários, exibição de vídeos, concertos musicais e atividades especiais para crianças, jovens e terceira idade.

  

Conheça as atividades programadas para 2007:

 

Até 8 de fevereiro: 

Exposição “Caminhos de Santiago - Arte no Período Românico em Castela e Leão”

O Museu Histórico Nacional abrigou mais uma vez uma grande exposição internacional, que trouxe pela primeira vez ao Brasil 185 importantes obras relacionadas ao período românico na Espanha, abrangendo a segunda metade do século XI, o século XII e a primeira metade do século XIII. Promovida pelo Instituto Inclusartiz e pela Junta de Castilla y Leon e com curadoria de Juan Carlos Elorza, a exposição permaneceu aberta ao público de 18 de novembro a 8 de fevereiro de 2007. 

Embora não seja o Caminho de Santiago o único no âmbito da implantação do estilo românico, é verdade que foram as cidades, os povoados e os lugares que se situam às suas margens que viram surgir algumas das mais importantes criações dessa arte. Organizada em módulos, a exposição abordou as origens do Caminho de Santiago, a construção dos templos românicos, destacando os elementos arquitetônicos, e os objetos do culto católico. Entre as obras expostas, capitéis de catedrais, igrejas e mosteiros, códigos manuscritos, objetos em marfim, ouro e outros metais, esmaltes, tecidos e mobiliário.

   

Até 8 de abril:

Exposição “Figurado português: de santos e diabos está o mundo cheio”

Exposição internacional. Promoção do Clube das Artes e do Consulado Geral de Portugal. Reuniu cerca de 350 esculturas populares feitas em barro entre os Séculos XVIII  e XXI. A exposição proporcionou ao visitante a oportunidade de conhecer melhor o homem português, seus sonhos e seus pesadelos;  seu Deus, seus  santos e seus demônios; seus amores e desamores; venturas e desventuras.

 

Dia 15 de março, às 10h:

2008: Preparando as comemorações dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil

Reunião de representantes de instituições culturais e educacionais para a elaboração de um programa comemorativo da chegada da família real portuguesa ao Brasil em 1808, visando integrar os eventos à programação do Município do Rio de Janeiro, coordenada pelo Embaixador Alberto da Costa e Silva.

 

Dia 30 de março, às 12h30m:

Concerto do Projeto "Música no Museu"

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês.  Apresentação do Quarteto Si Bemol. No programa Mozart, Vivaldi e Villa Lobos. Entrada franca.

 

Dia 27 de abril, às 12h30m:

Concerto do Projeto "Música no Museu"

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês. Apresentação do “Grupo Cultural Klekleniisô Fulni-ô”, formado por índios Fulni-ô do agreste pernambucano, que expressa os sons da natureza.  Entrada franca.

 

De 14 a 18 de maio, das 14 às 17h:

Curso “O Azulejo nos Espaços Construídos”

Profa. Dora Monteiro e Silva de Alcântara, arquiteta, professora da UFRJ (1961-5), da Escola de Belas Artes (1965-82), da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (1983-91), Coordenadora do Setor de Tombamento/SPHAN/FNPM (1987-91), participou do processo de reconhecimento da cidade de São Luís do Maranhão como Patrimônio da Humanidade, além de autora de diversas obras sobre azulejos luso-brasileiro, com prêmios no Brasil e exterior.  O curso tem como objetivo fornecer um panorama do uso do azulejo no Brasil, apontando essa herança cultural portuguesa como elemento complementar de nossa arquitetura e mesmo transformador dos espaços arquitetônicos, bem como introdutor de um especial colorido urbano. Serão abordados as origens e as transformações dos azulejos, sua linguagem estilística, o azulejo trazido de Portugal, a importação diversificada e a contribuição brasileira. Inscrição R$ 125,00, público em geral  R$ 100,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br ou dos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

Dia 24 de maio, às 14h:

Mesa redonda: Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira

O Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira em sua quinta edição, sendo a segunda em parceria com a Rede de Educadores em Museus do Rio de Janeiro, dedica-se em 2007 à reflexão sobre as ações educativas desenvolvidas por instituições culturais, voltadas para a valorização do patrimônio comum a Portugal, Brasil e países de língua portuguesa, e sua apropriação pelo público, trazendo à baila os diferentes olhares sobre a cultura lusófona no mundo. Tema: “Flor do Lácio: a língua portuguesa e suas expressões”.   Mesa redonda com a participação do Comendador Antonio Gomes da Costa , diretor do Real Gabinete de Leitura, Edwiges Santos Zaccur, professora da Faculdade de Educação da UFF, Marina Toledo, coordenadora do departamento educativo do Museu da Língua Portuguesa e Ana Maria Daou, antropóloga, professora do Departamento de Geografia da UFRJ, responsável pela coordenação da mesa.

 

Na ocasião, serão lançadas duas publicações: “Anais do Seminário Internacional Museus, Ciência e Tecnologia”, realizado em 2006 no MHN, e “Culto da Saudade na Casa do Brasil, Gustavo Barroso e o Museu Histórico Nacional – 1922 – 1959”, de Aline Montenegro Magalhães. Entrada franca. Inscrições pelo telefone 21-25509257 ou pelo e-mail mhncerlub@gmail.com 

 

De 31 de maio a 19 de agosto:

Exposição “Luciano D’Alessandro – Fotografias 1952 – 2002”

No âmbito da FotoRio 2007 – Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro, o Istituto Italiano di Cultura apresenta fotografias do italiano Luciano D’ Alessandro. Nascido na Itália em 1933, Luciano D’ Alessandro iniciou sua carreira como fotógrafo jornalístico de periódicos de grande repercussão internacional; é autor de diversas publicações e suas fotografias integram acervos de importantes fundações e museus italianos e estrangeiros.  Sob a lente atenta de Luciano D”Alessandro, o ser humano é retratado em meio à multidão anônima das grandes manifestações políticas, culturais ou esportivas, sem perder, no entanto, a sua individualidade. O resultado são fotografias elegantes, discretas, respeitosas e, ao mesmo tempo, eficazes e contundentes,  captadas em diversos continentes.

 

De 18 a 22 de junho, das 14 às 17:

Curso “Espaços Arquitetônicos em Museus”

Profa. Ceça Guimarães, arquiteta, professora doutora do PROARQ – FAU/UFRJ, onde coordena o Grupo de Estudos de Arquitetura de Museus, pós-doutora em American Museum Studies na New York University, autora de livros e ensaios sobre patrimônio, museus e arquitetura moderna brasileira. O curso abordará temas específicos da arquitetura de espaços destinados às atividades museológicas, visando o conhecimento da função, usos e formas dos edifícios de museus. A perspectiva histórico-museográfica do desenvolvimento dos conceitos de “museu” e “centro cultural” será enfatizada didaticamente visando o reconhecimento da diversidade formal e programática da arquitetura desses espaços. Inscrição: R$ 125,00, público em geral  R$ 100,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br ou dos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

 

De 16 a 20 de julho, das 13h30m às 17h30m:

Curso “Recursos Cenográficos Aplicados a Exposições”

Prof. José Dias, Mestre e Doutor pela Escola de Comunicações e Artes da USP, professor da UNIRIO e UFRJ, diretor de arte e cenógrafo de teatro, cinema e televisão. Autor de projetos, reformas e adaptações de casas de espetáculo em vários estados brasileiros, prêmios Molière, Cultura Inglesa, IBEU, Shell, MEC-Mambembe, Oscarito e outros. O curso tem como objetivo transmitir os princípios básicos de métodos e processos de elaboração de soluções cenográficas para exposições, o conhecimento do material e linguagem específicos da cenografia e despertar a criatividade do aluno.   Inscrição: R$ 150,00, público em geral  R$ 120,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações com a Sra. Vanda Granato, através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br  ou pelos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

 

 

De 30 de julho a 3 de agosto, das 13h30m às 17h30m:

Curso “Identificação e Conservação de Técnicas de Desenho e Pintura sobre Suporte Papel (carvão, sanguínea e grafite; pastel; lápis a cor, lápis cera e crayon; nanquim e tinta ferrogálica; aquarela e guache)”

Prof. Ivan Coelho de Sá, Mestre e Doutor em História e Crítica da Arte (PPGAV – EBA/UFRJ), professor da Escola de Museologia/UNIRIO. O curso tem por objetivos fornecer embasamento teórico e prático para identificação e conservação das principais técnicas de desenho e pintura sobre papel; familiarizar os participantes com a confecção das referidas técnicas; correlacionar as técnicas e suas variações com determinados períodos, estilos, tendências e artistas e alertar para os procedimentos adequados de conservação em decorrência das vulnerabilidades de cada técnica. Inscrição: R$ 150,00, público em geral  R$ 120,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações com a Sra. Vanda Granato, através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br  ou pelos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

De  07 de agosto  a 16 de dezembro:

Exposição “Flashes da Guerra:  registros pioneiros da Campanha do Paraguai (1864 –1870)

No âmbito da FotoRio 2007 – Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro, o MHN apresenta ao público sua coleção de setenta fotografias referentes à Campanha do Paraguai (1864-1870). Naquele período, foram utilizados três processos fotográficos para retratar a guerra: carte-de-visite (formato 10,5 X 6,3cm), álbuns de fotografias com fotos maiores que os carte-de-visite, e fotografias medindo 13 x 20 cm, todas em sépia, coloração utilizada na época. Entre os fotógrafos destacam-se  Bate y Ca. W (Montevidéu ), Carlos C. C, Carlos César, H. F. e Painynt. Numa época em que a fotografia ainda estava em seus primórdios, esse novo olhar sobre a guerra humanizou o conflito, dando rostos e identidades aos soldados que combatiam (importantes figuras da História, como o próprio Imperador D. Pedro II, se deixaram fotografar em trajes militares). Os jornais ainda não tinham condições técnicas de reproduzir as fotos, mas as carte-de-visite circulavam entre os combatentes  e chegavam ao público nos álbuns produzidos pelos estúdios.  Através dessas fotos, a sociedade brasileira da segunda metade do século XIX teve acesso a imagens que mostravam com realismo o cotidiano da guerra.

 

 

Dia 16 de agosto, às 14h:

Mesa redonda: Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira

O Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira em sua quinta edição, sendo a segunda em parceria com a Rede de Educadores em Museus do Rio de Janeiro, dedica-se em 2007 à reflexão sobre as ações educativas desenvolvidas por instituições culturais, voltadas para a valorização do patrimônio comum a Portugal, Brasil e países de língua portuguesa, e sua apropriação pelo público, trazendo à baila os diferentes olhares sobre a cultura lusófona no mundo. Tema: Patrimônio d’além mar: bens culturais e cidadania. Mesa redonda com Ana Luísa Janeira, professora da  Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Kátia Santos Bogéa, Superintendente da 3º  SR/IPHAN do Maranhão,  Maria Fernanda Baptista Bicalho, professora de História da UFF, Ronaldo Brilhante, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ, Comendador José Berardo, Presidente da Fundação José Berardo e colecionador, e Lygia Segala, professora do Programa de Pós Graduação em Antropologia e da Faculdade de Educação, responsável pela coordenação da mesa. Entrada franca. Inscrições pelo telefone 21-25509257 ou pelo e-mail mhncerlub@gmail.com 

 

 

De 13 a 17 de agosto, das 14 às 17h:

Curso “Introdução à Conservação Fotográfica”

Profa. Sandra Baruki, conservadora de fotografia e coordenadora do Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF) da Funarte, Master of Arts em Conservação pelo Camberwell College of Arts/The London Institute (2000-1), integrou e coordenou diversos projetos desenvolvidos pelo CCPF para instituições públicas e privadas, ministrou cursos, treinamentos e oficinas no Brasil e exterior, autora e editora de textos técnicos sobre conservação fotográfica, membro do ICOM e da diretoria da ABRACOR. O curso visa proporcionar oportunidades de reflexão e aprendizado na área de conservação fotográfica, apresentar e discutir questões relacionadas à preservação de acervos fotográficos, a identificação de processos fotográficos e conservação preventiva de acervos fotográficos.  Incluída visita ao Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF) da Funarte. Vagas limitadas a 25 participantes (o aluno deve ter um par de luvas de helanca ou algodão para manuseio do mostruário) Inscrição: R$ 125,00, profissionais  R$ 100,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br

 

De 20 a 24 de agosto, das 14h30m às 17h

Curso “Organização de Acervos Fotográficos”

Profa. Aline Lopes de Lacerda, doutoranda em História Social pela USP, Mestre em Comunicação e Cultura pela ECO/UFRJ, pesquisadora e documentalista do Departamento de Pesquisa e Documentação da Casa de Oswaldo Cruz – COC da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz. O curso tem como objetivo fornecer conhecimentos básicos sobre o tratamento técnico de organização de arquivos e coleções fotográficas, numa abordagem arquivística. No programa, noções gerais sobre a constituição de acervos fotográficos e sobre a sua guarda e tratamento nas instituições. Serão realizadas 4 aulas teóricas (10 horas) e 2 visitas técnicas a instituições culturais. As visitas serão feitas na parte da manhã. Inscrição: R$ 100,00, público em geral  R$ 80,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br ou dos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

 

Dia 15 de setembro, a partir das 13h:

6º Encontrão dos Ex-alunos dos cursos da área de Projetos Sociais

Oficinas, palestras e apresentação de música, visando reunir os ex-alunos de todos os cursos promovidos no âmbito da área de projetos sociais. Promoção conjunta ong Ser Cidadão e Museu Histórico Nacional.

 

 

De 17 a 21 de setembro, das 13h30m às 17h30m:

Curso “Preservação de Materiais Audiovisuais”

Profa. Solange Zúñiga, Vice-Presidente da Associação Brasileira de Conservadores – Restauradores de Bens Culturais/ABRACOR, Doutora em Ciência da Informação pelo IBICT/URFJ, Mestre em Biblioteconomia pela Universidade de Colúmbia – Nova Iorque, onde cursou o programa de pós-graduação em Administração da Preservação. O curso tem como objetivo identificar problemas e avaliar riscos que correm as coleções audiovisuais, criando estratégias gerenciais capazes de minimiza-los, permitindo tanto a preservação quanto o acesso aos documentos da coleção.  Inscrição: R$ 150,00, público em geral  R$ 120,00, estudantes e membros da AAMHN. Serão conferidos certificados aos participantes com presença mínima de 80% da carga horária. Mais informações através do e-mail vandagranato@yahoo.com.br ou dos telefones 21-25509260 ou 92436153.

 

 

Dias 22 e 23 de setembro:  das 10h30 às 18h

Primavera nos Museus

               No âmbito da programação “Primavera nos Museus”, promovida pelo Departamento de Museus e

               Centros Culturais do IPHAN, o Museu Histórico Nacional estará realizando quatro eventos:

 

Apresentação da peça infantil “Portinari, o eterno Candinho” (dia 22, às 10h30m);

Apresentação do projeto “História, memória e samba no Museu: músicos contam a história através de sambas (dia 22, às 14h30m);

Oficina de Poesia e história, com a historiadora Francis Picarelli, integrante do grupo Via Oral (dia 23, às 10h30m);

Apresentação do teatro de bonecas “A Saga do Benedito”, com o grupo “Trança da Folia” (dia 23, às 14h30).

 

Entrada franca. Senhas distribuídas no local a partir das 10h. Vagas limitadas. Mais informações pelos telefones 21-25509257 e 25509260 ou do e-mail mhncerlub@gmail.com

 

 

Dia 28 de setembro, às 12h30m:

Concerto do Projeto "Música no Museu"

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês.  Apresentação do pianista Erico  Bonfim. Entrada franca.

 

  De 1 a 4 de outubro:

Seminário Internacional “Um Olhar Contemporâneo Sobre a  Preservação do Patrimônio Material”

Anualmente o MHN com o apoio do Departamento de Museus e Centros Culturais do IPHAN  e parceria com universidades, instituições culturais e de pesquisa, do Brasil  e do exterior, realiza em outubro, mês de sua criação, um seminário internacional abordando temas das áreas das ciências humanas e sociais. Em 2007, quando se comemoram os 85 anos da criação do MHN e 70 anos da criação do IPHAN, o museu associa-se ao Museu de Astronomia e Ciências Afins/MAST/MCT e à Fundação Casa de Rui Barbosa/FCRB/MINC para realizar um seminário voltado à preservação de patrimônio cultural material.

As inscrições estarão abertas no Museu Histórico Nacional/Assessoria de Comunicação de 17 a 21 de setembro, das 10h30m às 16h30m. Informações pelos telefones: (0XX21) 25509220/25509243 ou pelo e-mail: mhn02@visualnet.com.br Valor da inscrição: R$ 50,00. Desconto de 50% na taxa de inscrição para estudantes, funcionários do IPHAN, do Ministério da Cultura, do Ministério da Ciência e Tecnologia e membros da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional. Os participantes terão direito à certificado, mediante comprovação de freqüência.

 

Eis a programação: 

 

Dia 01 de outubro:

 

8h – Entrega de material

9h - Sessão de abertura

Vera Lúcia Bottrel Tostes - Diretora do MHN

Alfredo T. Tolmasquim - Diretor do MAST

José Almino de Alencar Neto - Presidente da FCRB

José do Nascimento Júnior – Diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais/IPHAN

 

10h – Conferência de abertura : “O conceito de patrimônio – Uma trajetória no tempo e no espaço”

Conferencista: Dominique Poulot – Professor da Universidade de Paris 1 – Sorbonne

Mediador: Manoel Luiz Salgado Guimarães – Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ e Universidade Estadual do Rio de Janeiro/UERJ.

 

14h – Mesa Redonda: “O conceito de patrimônio e os movimentos e iniciativas determinantes para a patrimonialização de bens culturais no Brasil”

Participantes:

Paulo Knauss – Professor da Universidade Federal Fluminense/UFF

Maria Margareth Lopes – Professora da Universidade Estadual de Campinas/Unicamp

Dalmo Vieira Filho – Diretor de Patrimônio Material e Fiscalização/IPHAN

Sonia Gomes Pereira – Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ

Coordenadora:  Magali Cabral – Diretora do Museu da República/MINC

 

16h: Conferências: “A  sociedade civil e a preservação do patrimônio: desafios e perspectivas “

Conferencistas:

Gina Gomes Machado  - Diretora da  Linha D’Água Difusão Cultural

Rubens Piovano – Diretor do Istituto Italiano di Cultura

Mediador: Vera Lucia Bottrel Tostes – Diretora do MHN

 

17h30m: Lançamento do Livro do Seminário Internacional Museus, Ciência e Tecnologia, realizado em 2006.

 

Dia 02 de outubro:

 

9h – Conferência “A proteção do patrimônio material no século XX: o Estado da Arte”

Conferencista – Gerard Monnier –  Professor Emérito da Universidade de Paris 1-Sorbonne

Mediadora: Profa. Ana Pessoa – Diretora do Centro de Memória e Informação/FCRB/MINC

 

10h30m - Mesa Redonda : “Critérios de seleção e conservação de bens materiais, os dilemas no contexto atual do Brasil”

Participantes:

Jaime Antunes -  Diretor do Arquivo Nacional/Casa Civil/Presidência da República

Marcio Roberto Rosa – Diretor do  Museu Nacional do Mar/Fundação Catarinense de Cultura

José Neves Bittencourt – Técnico e pesquisador do Museu Abílio Barreto/Fundação Municipal de Cultura BH

Coordenador: Jorge Cordeiro – Técnico e pesquisador do MHN/IPHAN/MINC

 

14h – Conferência: “Unidade Conceitual e Metodológica no Restauro Hoje”

Conferencista: Beatriz Mugayar Kühl – Professora da Universidade de São Paulo/USP

Mediadora: Claudia S. Rodrigues de Carvalho – Núcleo de Preservação Arquitetônica da FCRB/MINC

 

16h - Mesa Redonda “A Diversidade do patrimônio material: a atribuição de valores”

Participantes:

Gustavo Rocha Peixoto -  Diretor  da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/UFRJ 

Heloisa Helena G. da Costa – Professora da Universidade Federal da Bahia/ UFBA

Tania Andrade Lima – Pesquisadora do Museu Nacional/UFRJ

Coordenadora: Ceça Guimaraens – Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ

 

Dia 03 de outubro

9h – Conferência  - “A Contribuição da Ciência e da Tecnologia para a preservação do bem cultural “

Conferencista – Jan Dolak  -  Coordenador do Projeto BRNO/Universidade de  Masarik/República Tcheca

Mediador – Marcus Granato – Coordenador de Museologia/MAST/MCT

 

10h30m – Conferência: “Pesquisas cientificas aplicadas a conservação preventiva”

Conferencista - James Bourdeau -  Pesquisador do Instituto Canadense de Conservação

Mediador: Alfredo T. Tolmasquin – Diretor do MAST/MCT

 

14h – Mesa Redonda:  “Metodologias da física nuclear aplicadas à análise de materiais constituintes de bens culturais, estudos de caso“

Carlos Roberto Appoloni – Professor da Universidade Estadual de Londrina/UEL

Paulo  Parreira-  Professor da Universidade Estadual de Londrina/UEL

Márcia Rizzo – Diretora da MRIZZO Restaurações

Márcia Rizzutto-  Professora da Universidade de São Paulo

Rejane Lobo – Técnico e pesquisadora do MHN/IPHAN/MINC

 

Dia 04 de outubro 

9h - Conferências: “Políticas públicas de preservação do patrimônio material: concepção, formulação e implementação “

Conferencistas:

Alfonso de Maria y Campos – Diretor Geral do Instituto Nacional de Antropologia e História/México

Luiz Fernando de Almeida - Presidente do  Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional/IPHAN

Mediador: Luis Paulo Conde – Secretário de Cultura do Estado do Rio de janeiro

 

10h30m - Mesa Redonda “O Publico e o privado na preservação do patrimônio”

Participantes:

Sérgio Burgi –  Coordenador da Área de Fotografia do Instituto Moreira Salles

Oduvaldo Braga – Presidente da Comissão de Projetos Culturais Incentivados da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

Jose Carlos Barbosa de Oliveira –  Diretor do Instituto Herbert Levy

Mediador: Roberto Cezar de Andrade  - Presidente da  Associação dos Amigos do MHN

 

14h - Conferências  -  “O patrimônio material e as ameaças do mundo contemporâneo”

Conferencistas

Rosária Ono – Professora da Universidade de São Paulo/ USP

Vanessa Gonçalves – Chefe do Setor de Crimes contra o Patrimônio e Bens Culturais/Interpol  

José do Nascimento Junior – Diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais/IPHAN

Mediador: Ivan Coelho de Sá – Diretor da Escola de Museologia da Universidade do Rio de Janeiro/UNIRIO

 

16h - Conferência de encerramento “O patrimônio mundial e perspectivas futuras”

Conferencista: Jukka Jokiletho-  Consultor do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios/ICOMOS e professor associado da Universidade de Nova Gorica (Itália).

 

De  18 de outubro  a 16 de dezembro:

Exposição “O Outro Lado do Baile”

O “Último Baile da Monarquia”, do pintor Francisco Aurélio de Figueiredo e Melo (1856-1916), datada de 1905, de grande importância histórica e artística, é o enfoque principal dessa exposição, que marca os 85 anos da criação do Museu Histórico Nacional. A tela revela um dos momentos mais emblemáticos da história do Brasil: o último baile promovido pelo Império na outrora Ilha dos Ratos (hoje Ilha Fiscal) em 9 de novembro de 1889, em homenagem aos oficiais do encouraçado chileno “Almirante Cochrane”. Esse acontecimento tornar-se-ia a despedida involuntária do Imperador D. Pedro II, que, desgastado pela frágil economia decorrente da Guerra da Tríplice Aliança e da abolição da escravidão, seria deposto pelos republicanos poucos dias após à realização do baile. A expressão “o último baile da Ilha Fiscal” é utilizada até hoje para designar o final de uma época. Ao reunir esculturas e pinturas que retratam os principais personagens envolvidos naquele episódio de nossa história, assim como objetos, entre os quais vestimentas, acessórios e jóias utilizadas pela elite que freqüentava os eventos sociais do período imperial, a exposição pretende complementar a cena apresentada pelo artista, oferecendo ao público elementos que propiciem uma melhor compreensão de como terá sido esse baile que, de forma ruidosa e festiva, encerrava a existência do império brasileiro.  Foram 67 anos, desde a Declaração da Independência em 7 de setembro de 1822 à Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889, de certa forma preconizada por D. Pedro II ao tropeçar desembarcando na Ilha dos Ratos no dia do baile: “O monarca escorregou, mas a monarquia não caiu”. Um dos objetivos dessa exposição é permitir , ainda, que a monumental tela de Figueiredo e Melo seja apreciada pelo maior número de brasileiros, antes que a mesma entre em processo de restauração com duração prevista de dois anos.

 

Dia 26 de outubro, às 12h30m:

Concerto do Projeto "Música no Museu"

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês. Apresentação do Coro Lírico Heloísa Fidalgo. No programa, Verdi, Bizet e Carlos Gomes. Entrada franca.

 

Dia 22 de novembro,  às 14h:

Mesa redonda: Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira e lançamento dos Anais do MHN, volume 39

O Seminário Permanente do Centro de Referência Luso-Brasileira em sua quinta edição, sendo a segunda em parceria com a Rede de Educadores em Museus do Rio de Janeiro, dedica-se em 2007 à reflexão sobre as ações educativas desenvolvidas por instituições culturais, voltadas para a valorização do patrimônio comum a Portugal, Brasil e países de língua portuguesa, e sua apropriação pelo público, trazendo à baila os diferentes olhares sobre a cultura lusófona no mundo. Tema: Divina Inspiração: o patrimônio imaterial lusófono.  Mesa redonda com Maria Cecília Londres,  representante do Brasil na Unesco para a elaboração da Convenção de Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, Martha Abreu, professora de História da UFF e Ângela Mascelani, diretora do Museu do Pontal. Entrada franca. Inscrições pelo telefone 21-25509257 ou pelo e-mail mhncerlub@gmail.com  Na ocasião, será lançado o volume nº 39 dos Anais do Museu Histórico Nacional, compreendendo artigos de profissionais do próprio museu, de outras instituições culturais e de universidades. Publicação importante na área de museologia, os Anais desse ano incluem  cinco dossiês, que abordam os seguintes temas: “Pintura histórica”, “Os museus e o público jovem”, “Conservação e restauração de acervos” e “Acervos”, além de uma re-leitura comentada de artigos da primeira série editorial dos Anais (1940 – 1975).  À venda na Loja do Museu, ao valor de R$ 25,00.

 

Dia 23 de novembro, às 12h30m:

Concerto do Projeto "Música no Museu"

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês. Excepcionalmente realizado esse mês na penúltima sexta-feira do mês. Apresentação  do Conjunto Pedra Lispe, com os músicos Alexandre Bittencourt (flautas), Rudá Brauns (bandolim), Bruno Reis (viola caipira), Vinícius Perez (violão), Maria Clara Valle (violoncelo) e Diego Zangado (percussões). No programa Guerra-Peixe, Capiba, Villa-Lobos, Antonio Madureira, Henrique Annes e Edu Lobo, entre outros compositores.  Entrada franca.

 

Dia 29 de novembro, às 18h:

Lançamento da Biblioteca Virtual do Museu Histórico Nacional

Com o apoio do DocPro – Criação de Bibliotecas Virtuais, estará sendo lançada no Auditório a Biblioteca Virtual do Museu Histórico Nacional,  possibilitando a pesquisa on line  em diversas obras sob a guarda da Instituição, a saber:  a coleção de Anais do MHN, compreendendo o período de 1940 a 2006;  o livro “Moedas portuguesas da época dos descobrimentos – 1383 a 1583”,  baseado no acervo do próprio museu,  e a coleção de livros e periódicos sobre moda, acompanhados por documentos iconográficos e objetos tridimensionais que ilustram um segmento do acervo muito procurado por pesquisadores: o de indumentária, tanto civil como militar (é apresentada parte do acervo da Biblioteca, do Arquivo Histórico e da Reserva Técnica, enfatizando duas importantes coleções: a Sophia Jobim de Carvalho e a de Uniformes Militares.   

 

Dia 11 de dezembro, às 12h:

Festa Anual da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional

Entrega da Medalha Henrique Sérgio Gregori aos agraciados de 2007.

 

Dia 14 de dezembro, às 12h30m:

Música no Museu

Projeto  realizado pela Carpex Empreendimentos com o apoio da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional promove  concerto musical no Museu toda a última sexta-feira do mês. Em virtude do período natalino, o concerto deste mês foi antecipado.  Apresentação de Sérgio Barrenechea (violão) e Clayton Vetromilla (flauta). No programa, obras de Guarnieri, Villa-Lobos, Gnattali,.Guerra-Peixe, Gluck e Piazzolla, além de canções natalinas tradicionais.  Entrada franca.

 

 

De 22 de janeiro a 20 de abril  de 2008:

Exposição “DARWIN: Descubra o homem e a teoria revolucionária que mudou o mundo”

Representante oficial do Museu de História Natural de Nova York no Brasil, o Instituto Sangari traz, ao Rio de Janeiro, a exposição mundial de Darwin. Depois de grande sucesso em São Paulo, a exposição chega ao público carioca, que terá a oportunidade de conhecer mais sobre a vida e a obra deste renomado cientista. A mostra recria a viagem de descoberta de Darwin, que transformou a percepção sobre a origem e a natureza das espécies, além de retratar aspectos exclusivos da passagem de Darwin pelo Rio de Janeiro em 1832, há exatos 175 anos. Mais informações em www.darwinbrasil.com.br  Agendamento de visitas de grupos, inclusive escolares, através do telefone 21-40620089.

 

  

MUSEU HISTÓRICO NACIONAL

Praça Marechal Âncora s/nº  Centro

Próximo à Praça XV - Rio de Janeiro RJ

Tel:  21.25509224 / 25509220

 

Horários :
De 3º a 6º feira,  das 10h às 17h30m
Fechado às 2º feiras
Sábados, Domingos e Feriados - das 14:00h às 18:00 h

Ingresso: R$ 6,00 (seis reais)
Estão isentos de pagamento (mediante comprovação): crianças até cinco anos de idade; sócios do ICOM-International Council of Museum; funcionários do IPHAN; alunos e professores das escolas públicas federais, estaduais e municipais; brasileiros maiores de 65 anos; guias de turismo e estudantes de museologia. Alunos agendados da rede particular de ensino e brasileiros maiores de 60 anos e menores de 65 anos pagam a metade do valor. Aos domingos, a entrada é franca.

 

www.museuhistoriconacional.com.br

mhn.comunicacao@museus.gov.br